Cara Gente Branca – 1ª Temporada | Crítica

Cara gente branca, você acha desnecessário uma série que aborda um tema polêmico daqueles que geram diversas negativações em redes sociais com apenas um trailer? Ou aquele tipo de série provocativa com um tipo de assunto, que irá deixar aquele tipo de pessoa que vive dizendo “quanto mimimi” maluca por tocar em um assunto que ela provavelmente tenha medo de entrar ou medo de aceitar.

Cara Gente Branca é mais um produto original Netflix que aborda um assunto para discussão, após o sucesso de 13 Reasons Why e criando uma longa e importante discussão sobre bullying e outros temas presentes na série. Assim como 13 Reasons Why, Cara Gente Branca é o tipo de produção que atinge o público diretamente, sem se esconder por trás de uma trama ou um simples/complexo roteiro.

Com apenas um objetivo: Fazer barulho. A série é feita para gerar discussões sobre racismo e coisas importantes que são pautadas durante a série. Esta é a questão, o público ainda não está preparado para ver este tipo de produção, a sociedade não está pronta para ver histórias de personagens negros, pelo menos não sem tentar um boicote antes.

Enquanto outras produções utilizam uma trama interessante e aproveitam para “ensinar” algo para o público, ou seja, utilizam uma mensagem para o público quase como plano de fundo, Cara Gente Branca utiliza a mensagem como carro chefe, enquanto cria uma trama como plano de fundo. A trama precisa existir para ser uma série, mas o principal objetivo é levantar questões importantes para discussão. Esse tipo de trabalho está ganhando espaço na Netflix mais constantemente, por vários fatores, formato de produções, o “selo Netflix” e até mesmo a marca. Mas a produção como série, deixando de lado a discussão, não acrescenta nada.

Recheado de frases prontas e para impactar, o roteiro funciona totalmente para promover as questões importantes, mesmo que seja tão interessante levantar essas questões, a série só se esconde atrás de polêmicas e coisas absurdas, mesmo que sejam tudo realidade, infelizmente.

Atrás de olhos dos personagens negros, entendemos melhor todas as atitudes tomadas por eles e até mesmo vemos o melhor e o pior do grupo diversas vezes, principalmente o sentimento de ser ofendido de tal maneira. Cada situação complexa é feito para ser absurda, que em meios de estereótipos e até uma festa de blackface, a série é feita para chocar e causar discussões, mas como série, ainda comete erro de focar na discussão e esquecer de ser uma série.

fusi-nota7

Por Gabriel Stuchi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s