Prison Break – “Wine-Dark Sea” | Review

Ao longo dos anos, vários atores interpretaram verdadeiros ícones da cultura pop, seja estrelando um filme ou uma série, e são lembrados por seus personagens que ficaram tão marcados pelo público. Geralmente é motivo para o público buscar outros trabalhos de determinado ator, que acaba virando o personagem. Em determinado ponto isto é muito bom, mas dependendo a quantidade de conteúdo adquirido desses personagens, é difícil continuar gostando deles, principalmente se o texto, roteiro ou a trama não colaborar muito com a série.

Um dos maiores problemas de uma série, e até mesmo de filme, é ficar repetitivo demais, ser tão longa que se esgota toda a possibilidade de continuação, deixando impossível a renovação/inovação da trama. Existem vários caminhos para escolher, mas ultimamente muitas séries estão tomando o caminho mais fácil, simplesmente repetem toda a trama de uma temporada anterior ou de uma série de sucesso. Isso está acontecendo, principalmente com as séries que são revividas depois que encontrou seu final.

Infelizmente Prison Break está seguindo este caminho. Foi inevitável criar laços com os personagens logo nas primeiras temporadas, a trama construiu isso, mas apertaram a tecla tanta vez, que a relação entre público e personagem pode perder muito após o término dessa temporada. Anos em hiato, e mesmo assim não foi possível pensar em uma temporada impecável para a série. Além de trazer de volta algo que deveria ter ficado como estava, trouxeram para estragar mais um pouco. Cheio de furo no roteiro, textos mal escritos, muitas repetições no roteiro e clichês muitos ultrapassados para uma série. Prison Break está descendo uma ladeira sem freio.

Os dois últimos episódios, foram um belo exemplo que a série se perdeu completamente, não tinham mais o que contar sobre estes personagens e tentaram  inventar mais um pouco para estragar algo que já não tinha sido feito da melhor forma. É difícil aceitar a situação e o caminho que levaram a série.

É fácil perceber que a temporada de 9 episódios foi dividida em duas partes, a primeira se trata do foco na revelação da não morte de Michael e a fuga da prisão de Ogygia. Enquanto a segunda parte fica com o objetivo de mostrar os irmãos fugindo dos terroristas e da organização por trás de tudo. Percebeu a semelhança com as temporadas anteriores aqui? Eu te explico. A primeira temporada teve Michael indo preso para fugir junto com seu irmão de Fox River, enquanto a segunda temporada eles precisam fugir da Polícia e da Companhia. Esta temporada está repetindo está premissa, de forma mais rápida, por questão de ser uma temporada mais curta.

A série entra na reta final, com dois episódios para o final da temporada, Prison Break ainda não mostrou ter um bom motivo para o retorno. Começou bem, mas se perdeu muito até aqui. Se tornou uma série difícil de assistir, por motivos de pura falta de vontade, pelo menos é isso que nos passaram.

Por Gabriel Stuchi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s