Expectativas para o filme da Mulher-Maravilha

Sua participação em Batman vs Superman nos fez lembrar que lutar também é coisa de mulher. As cenas de batalha deixaram os fãs ansiosos para a continuação de sua saga nos cinemas. Preparem o coração, pois em 1º de junho Mulher-Maravilha finalmente chega as telonas prometendo ser um dos melhores filmes da DC Comics.

O filme vai contar a origem da princesa das amazonas, Diana, que vivia numa ilha paradisíaca habitada e governada só por mulheres. E tudo vai muito bem até que o avião do piloto Steve Trevor cai na ilha e a guerreira fica sabendo sobre uma guerra no mundo dos homens. E aí começa a jornada da heroína: motivada por uma boa causa, a Mulher-Maravilha decide acompanhar o piloto e salvar a humanidade. Apesar de sua origem nos quadrinhos ter sofrido várias alterações ao longo das décadas, a história da personagem na vida real não é menos fascinante do que a ficção. A Mulher-Maravilha foi criada em 1941 por Charles Moulton, também conhecido por inventar o detector de mentiras (alô, laço da verdade!) e simpatizante da ideologia feminista.

Com o recrutamento de homens para lutar na Segunda Guerra, a mulher americana foi impulsionada a sair do ambiente doméstico e tomar a esfera pública, se apropriando de ocupações antes monopolizadas por homens. Uma superheroína funcionaria como uma inspiração para uma nova geração de mulheres mais autoconfiantes, passando a acreditar numa feminilidade forte, livre e corajosa e combatendo a ideia de inferioridade diante dos homens. O próprio Moulton declarou à imprensa que sua cria era parte de uma “propaganda psicólogica” para o novo tipo de mulher que deveria, segundo ele, governar o mundo; e que “a única esperança para a civilização é a maior liberdade, desenvolvimento e igualdade das mulheres em todos campos da atividade humana”. Logo, a guerreira vestida com as cores da bandeira americana conquistou grande sucesso de leitores e inspirou a criação de muitas outras protagonistas empoderadas, que não mais precisavam da presença masculina para serem defendidas ou protegidas.

E por quê a Mulher-Maravilha faz um imenso sucesso até hoje, mesmo depois de mais de 70 anos da sua estreia nos quadrinhos? Alguns fãs arriscam dizer que o carisma da personagem é o grande responsável pela empatia do público, composto de homens e mulheres. Ela tem um enorme diferencial em relação aos outros superheróis: luta pela paz mundial – a compaixão e a esperança sempre estiveram presentes nas estórias. Além disso, prega a igualdade e a amizade entre os gêneros, o que lhe rendeu até o título de Embaixadora Honorária da ONU.

Muita ação regada à boas doses de humor é o que a equipe FUSI espera do mais aguardado filme da DC de 2017. Enquanto junho não chega, confira o depoimento das nossas mulheres maravilhas e conte-nos sobre suas expectativas!

Por Deborah Visnadi

 

 

Um comentário em “Expectativas para o filme da Mulher-Maravilha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s