Gifted | Crítica

Uma garotinha de apenas 7 anos vive com Frank (Chris Evans) e possui uma inteligência fora do comum perto das outras crianças. A trama básica do filme é essa e por mais que você pense, lá vem mais um drama sobre gênios, vá até o fim, pois quem é uma prodígio na atuação e dá um show é a pequena atriz Mackenna Grace.

O que fazer quando se tem um gênio em casa? Como toda família quer o bem de seus filhos, colocá-la em uma escola para pessoas super capacitadas seria o ideal. Mas não para Frank, que quer a todo custo que ela tenha um vida normal. O filme tem este dilema e diferentes posições sobre os rumos da pequena prodígio em sua vida.

Sem entregar muito, o filme consegue envolver passo a passo a medida que você descobre as verdadeiras razões e motivações dos personagens. Com uma narrativa simples, bela e a ótima atuação da pequena o filme consegue lhe prender e te envolver nesta história.

Evans está ok, consegue atuar sem exageros, o que fica bom para o papel de Frank. A grande questão que o filme leva é como atingir a felicidade em meio a tão complexa gama de interesses das pessoas que estão em nosso redor. Pois o filme passa uma mensagem simples e rápida e acredite é mais simples para nós mortais que para os gênios.

Por Mauris Poggio

 

fusi-nota85

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s