Além da Muralha – Review

O último episódio de GOT exibido ontem pela HBO (S07EP06 – Além da Muralha) está dividindo alguns fãs devido as escolhas de roteiro e ritmo que a produção tem tomado sem o auxílio do criador George R. R. Martin. Existem spoilers neste artigo, caso não tenha assistido o sexto episódio da sétima temporada.

Mas gostaria de pontuar o que de fato foi estranho e o que foi muito bom neste episódio.

Pra começar o plano suicida elaborado por Tyrion para pegar um morto vivo já foi meio estranho e um pouco fora da lógica de Got, pois como pode depois ele não dar o apoio necessário quando eles pedem socorro? Isso ainda que pareça estranho é totalmente tolerável e podemos dizer que a encruzilhada atrás da Muralha foi uma boa aventura. Aliás eu acho que o cargo do Tyrion estão com seus dias contados.

Captura de Tela 2017-08-21 às 20.27.04.png

Esta aventura teve o surgimento de uma das coisas mais legais de magia apresentado que foram os poderes de colocar fogo em suas espadas por Beric Dondarrion e seu amigo. A cena do Urso foi muito boa e deu o tom do início do plano.

Mas o episódio teve alguns pontos baixos como por exemplo o momento em que encontram um líder White Walker com seu bando e ao cortá-lo com a espada de Snow, os outros soldados caem no chão, como se ele fosse um hub, mas ai que surge um pequeno furo no roteiro: apenas um zoombi fica alí “vivo”. Exatamente o do plano deles. Pois nesse momento o roteiro realmente mostrou que teve uma baita preguiça. Mas tudo bem, é algo ainda tolerável.

Quando finalmente o bando todo começam a correr em torno de Snow e sua equipe é um momento tenso e realmente instigante. Para algumas pessoas foi sem sentido eles ficarem ali parados, pois os próprios White Walkers poderiam gelar a água e assim eles poderiam avançar, ou eles não teriam problemas em nadar, afinal de contas eles fizeram isso para pegar o Dragão no final. Concordo, mas isso ainda não me incomodou tanto, pois por um momento tive a impressão de que eles estavam ali como presas, como iscas para um resgate de Dragões e o Rei da Noite estava lá com uma grande lança para matar um Dragão e aumentar seu exército.

Captura de Tela 2017-08-21 às 20.29.21.png

Confesso que achei ótima a cena do resgate e vibrei muito ao ver Dayneres ir lá se sacrificar para pegar a equipe. O fato do Rei da Noite ter arremeçado sua lança no Dragão que estava voando e não no parado, não me pareceu ruim, pois o Dragão estava voando e massacrando seu exército. Portanto foi plausível ele deixar o Dragon para depois.

O que realmente foi muito um furo no roteiro foi o Tio Benjen aparecer do nada e salvar Jon. Isso ficou muito sem contexto e bem é uma daquelas soluções cliches em que Got não tem muita tradição, pois a série tem um excelente desempenho em sua narrativa. E esse foi um recurso utilizado pela segunda vez. Lembram quando tio salvou Bran?

Uma outra grande reclamação do público foram os rápidos deslocamentos e sim eles estão tão rápidos que parecem teletransportes. A HBO poderia investir um pouco na verosimilhança aqui e deu para perceber como estão correndo com o desfecho da série.

Ainda sim com estes problemas o episódio foi muito bom trazendo finalmente a união sólida de Snow e Daenerys, além de mostrar como os White Walkers são perigosos e agora com um aliado poderoso ao seu exército.

tenor

 

Aproveita e olha o trampo que deu fazer esse episódio:

Por Mauris Poggio

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s