Samantha! | Crítica

Que tal uma série rápida, divertida e com muitas referências aos velhos modelos de programas de palco que até hoje funcionam no meio que está fadado a morrer ou pelo menos mudar no futuro: a TV.

samanta-1

A série conta a história de Samantha, uma criança que cresce no meio da TV e com o passar do tempo se torna uma celebridade obsoleta. A proposta da série é exatamente satirizar os diversos programas que existem na TV aberta e a selvageria cega pela audiência, mas tudo com muito humor e com personagens adoráveis.

A família de Samantha é a mais interessante e mostra o conflito claro de gerações que nasceram em contextos diferentes de tecnologia e cultura. A edição é muito boa, particularmente no terceiro capítulo, onde existe um programa chamado “Enjaulados Kids” que é uma alusão clara aos programas que expõem as crianças, mas de forma bem caricata e divertida.

3536535.jpg-r_620_260-f_jpg-q_x-xxyxx.jpg

Além de ser divertido, existe uma pitada de crítica e reflexão sobre a própria mídia e que mesmo com a Internet, a insanidade de programação fútil e pouco produtiva, também vai existir. Mas no fim o que importa é se divertir.

fusi-nota9

HBO está confiante no piloto da série Watchmen

A HBO tem cartão verde para Watchmen, o piloto de Damon Lindelof baseado na HQ Watchmen de Alan Moore e Dave Gibbons. Com um novo conjunto de estrelas, incluindo Don Johnson, Jeremy Irons e Regina King, Watchmen já está vendendo o que poderia ser a próximo grande série da HBO depois de GOT e Westworld.

Dammon está confiante em seu piloto e disse que o trabalho esté incrível e em algumas semanas os executivos terão um gostinho do piloto. Além disso ele promete levar uma nova história. Confesso que isso pode ser interessante, mas também pode ser o problema da série. E você? Acredita que a série pode ser melhor que o filme?

Fonte: DEADLINE

Netflix se torna um gigante

Parece que foi ontem que a Netflix começou, em 2011, a trabalhar com conteúdo próprio, lançando House of Cards. Ninguém imaginava que apenas 7 anos depois ela se tornaria a empresa que gasta com conteúdo mais do que qualquer estúdio em Hollywood, com números entre 12 e 13 bilhões de dólares.

Enquanto a Warner Bros. lança 23 filmes este ano, a maior quantidade dentre os grandes estúdios e a Disney, que é o estúdio que mais faz dinheiro no mundo, lança apenas 10, a Netflix se prepara para lançar 82 filmes em 2018.

No lado das séries, as proporções são mais gritantes. Enquanto as redes de TV costumam trabalhar com um número em torno de 12 títulos ou um pouco mais, a netflix vai produzir ou adquirir 700, entre dramas, comédias e documentários.

Pode parecer loucura e inconsequência por parte de Ted Sarandos, chefe de conteúdo da empresa, mas o fato é que os negócios estão indo muito bem pra eles e não há nem sinal de que as coisas vão desacelerar.

Fonte: The Economist

Cobra Kai | Crítica

Quem nunca sofreu um bullying ou presenciou na escola? Inseguranças, primeiros namoros, amizades, brigas, enfim tudo que vivemos na juventude está lá em Cobra Kai. Depois de 34 anos da estréia do filme Karatê Kid – A Hora da Verdade (1984), podemos ver como os personagens Daniel Larusso e Johnny Lawrence seguiram seus caminhos depois da final do torneio de Karatê.

Um dos grandes acertos da série é conhecermos melhor Johnny Lawrence, que aprendeu seu Karatê estilo Cobra Kai, e agora, depois de ficar totalmente imerso no mundo da derrota acaba ajudando um garoto que sofre bullying. Ver como ele se adaptou a nova realidade e conhecer seu passado ajuda a criar uma grande empatia por Johnny.
O desenvolvimento do personagem é o grande motor da série. Essa inversão de protagonismo é uma das ousadias frente ao filme de 1984.

cobra_kai_william_zabka_youtube_popularidade_free_big_fixed_large

A série tem episódios curtos e dinâmicos, estão muito bem editados entregando a nostalgia para o público que envelheceu junto e construindo novos personagens que sofrem os mesmo problemas clássicos do primeiro filme, mas atualizados em um contexto de Internet e tecnologia.

É possível perceber que o roteiro está bem estruturado, devido a relação entre os personagens e desencadeamentos de suas ações, além do cuidado e carinho com as referências do primeiro filme. Se prepare para se emocionar com a trilha sonora e momentos que remetem ao Mestre Miyagi.

Está disponível no Youtube gratuitamente os dois primeiros episódios. Clique aqui para assistir o primeiro. A partir do terceiro, custam apenas R$ 3,90 cada episódio, e vale muito a pena conferir. Will Smith está de parabéns em trazer de volta esses personagens de forma tão simples e primorosa, funciona muito bem como o clássico de 1984.

Mauris Poggionota-10

O Mercenário estará na terceira temporada de Demolidor

Finalmente O Mercenário aparecerá no universo do Demolidor em sua série no Netflix. Segundo esta fonte, o vilão clássico será interpretado por Wilson Bethel.

Você deve se lembrar que existia um personagem chamado de “Steve” que foi contratado pelo Rei do Crime e aparentemente ele era um agente do FBI corrupto e assassino. Ele aparece rapidamente como um sniper. Segundo a fonte o Mercenário será uma versão diferente na série. Ao invés de utilizar qualquer objeto como arma, ele será um atirador altamente qualificado e também em combate corpo a corpo.

Ainda não está claro, se vão fazer uma versão inspirado no vilão ou se ele terá o título do vilão. Agora é aguardar. Mas confesso que gostaria de ver o arco da Queda de Murdock na série, seria um grande acerto.

 

Confira clip do último episódio desta meia temporada de Vikings

Se você nunca viu Vikings, vá correndo para o Netflix. À medida que se aproxima o final da meia-temporada de Vikings, uma guerra civil está acontecendo, que coloca os filhos de Ragnar uns contra os outros. Ivar se prepara para o ataque final ao exército de Lagertha, que inclui seus irmãos Bjorn e Ubbe. A necessidade de Ivar de vingar o assassinato de sua mãe não ficará satisfeita até Lagertha estar morta.
Confira o teaser do episódio que vai ao ar hoje.

Novo promo da segunda temporada de Atlanta

Segue ai uma ótima dica de série para você: Atlanta. Este aqui é um teaser da segunda temporada que será inspirada pela clássica série de desenhos animados Tiny Toons. Foi previamente revelado que a história será definida durante a temporada de férias antes do Natal e Ano Novo. É na época do ano em que há um impulso de crime na cidade.

Krypton pode ter Tropa dos Lanternas Verdes

A série Krypton da SyFy pode ser o primeiro passo para expandir a ficção científica do universo da DC. Geoff Johns, sugeriu que a Tropa dos Lanternas Verdes e Homem Omega poderiam aparecer na série, confira:

“O acordo com o show é que é essa porta de entrada no universo de ficção científica DC. Isso significa que podemos investigar outras vezes e planetas eventualmente. Qualquer um desses personagens poderia aparecer”

Aproveite e confira o trailer que saiu hoje: